Olhar Brasileiro
Banner 728x90


COMPRANDO UM CARRO EM PORTUGAL

Comprar um carro em Portugal é um processo simples e rápido. Claro que não vamos discutir aqui o que levar em consideração na escolha do automóvel. Isto vai depender das necessidades e do valor disponível para a aquisição.
Em geral os veículos "zero quilômetro" são muito caros devido à alta carga tributária em Portugal. Veículos usados são bem mais em conta. Como há a inspeção anual obrigatória dos veículos e as estradas em Portugal em geral são muito boas, os veículos quase sempre apresentam um bom estado de mecânica e motor. O problema maior em carros mais antigos, em geral, são as condições de lataria e interior. Os carros costumam ficar estacionados em locais a céu aberto e a ação das intempéries é implacável.

Os cuidados com a documentação são:

‣ Verificar se o veículo é registrado em Portugal. Existem muitos carros sendo vendidos no país a preços aparentemente muito atrativos, especialmente modelos de luxo de marcas mais caras. Porém, o barato pode sair caro pois transferir o automóvel de outro país para Portugal implica em pagar altas taxas.
‣ Verificar se o veículo está com a inspeção em dia. O valor da inspeção costuma ser baixo mas caso o carro tenha algum problema, este tem de ser solucionado ou não vai poder rodar. O custo do conserto pode tornar um "bom negócio" uma furada.
‣ Verificar no documento do carro (itens X.1 e X.2), se os pneus correspondem ao tamanho efetivamente instalados. Muitos donos trocam as rodas por aros de tamanho difentes dos originais. É obrigatório fazer esta alteração no documento também pois a polícia multa se estiverem em desacordo.

‣ Verificar se o Imposto Único de Circulação (IUC) está em dia.

Após escolher o veículo, deve-se preencher o Requerimento de Registo Automóvel e se dirigir à loja do cidadão ou à conservatória de sua cidade. Na loja do cidadão é possível verificar se há alguma pendência do veículo.

Lá o comprador deve levar um documento de identificação, o cartão cidadão ou o passaporte e o vendedor além do documento de identificação deve levar o Documento Único do Automóvel - Certificado de Matrícula (documento do veículo correspondente ao DUT no Brasil).

   

Paga-se uma taxa de aproximadamente 60 euros e a transferência é feita na hora. O comprador sai com um documento provisório, mas que pode ser usado para dirigir. O DUA será enviado para o endereço do comprador no prazo aproximado de uma semana.
Em geral se efetua o pagamento da compra do automóvel logo após a efetivação da transação e emissão do documento provisório. Vale ressaltar que não se deve adiantar o pagamento. No máximo um valor de 50 a 200 euros dependendo do valor do carro para garantia do negócio.
Deste momento em diante o comprador já é o dono oficial do carro e deve providenciar um seguro contra terceiros, que em Portugal é obrigatório. Contratar este seguro é rápido e pode ser feito pela internet. Muita atenção! Não se pode dirigir em Portugal sem seguro.

Uma última dica. Vale a pena adquirir um dispositivo Via Verde para passar pelas portagens (pedágios) sem necessidade de parar na cabine de pagamento. São dispositivos eletrônicos que devem ser afixados próximo ao retrovisor do carro e ao serem contratados, faz a cobrança automática no cartão de débito de sua conta corrente. Além de ser mais prático o pagamento, nada melhor do que passar direto pelo pedágio em uma via exclusiva para pagamentos automáticos e ver do lado filas enormes de carros parados com gente pagando em espécie e demorando para contar as moedinhas. rs

Entretanto, há um custo anual para uso do dispositivo que pode variar de acordo com as promoções. Há opções de aluguel do equipamento (0,70 centavos cobrados apenas nos meses que usar ou 7 euros a anuidade) ou compra a um custo de 22 euros. Quando escrevemos este texto havia uma promoção de primeiro ano grátis no aluguel anual. Então, muitas vezes é uma questão de custo-benefício. Vale ressaltar que em Portugal o uso destes dispositivos torna-se praticamente indispensável pois, algumas auto estradas não têm cabine de pedágio, apenas câmeras. Se você não tem o dispositivo eletrônico (ViaVerde) você tem até 5 dias para ir aos correios com o número da placa do carro e pagar os pedágios correspondentes, o que não é nada prático.

Acompanhe também os vídeos complementares ao OLHAR BRASILEIRO no canal FICOU MAIS FACIL VIAJAR, mande-nos a sua pergunta ou sugestão de assunto para as novas gravações para o e-mail: olharbrasileiro@ficoumaisfacil.com.br e troque experiências no nosso grupo do Facebook: Olhar Brasileiro em Braga - Portugal.

Viaje conosco nesse olhar!